18 de abr de 2012

QUANDO O SONHO VIRA REALIDADE


Público lota auditório do KKKK e aclama grupo Divinadança

A atração cultural promovida pela Prefeitura de Registro e Circuito Cultural Paulista agrada espectadores de todas as idades


Individual Image
Mais de 200 pessoas estiveram na última sexta-feira, (13), para conferir a dança contemporânea do Grupo Divinadança, no auditório do KKKK. O evento é uma realização do Circuito Cultural Paulista em parceria com a Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo.
Sob a direção de Andrea Pivatto o espetáculo surpreendeu o público e também os membros do Divinadança. A diretora conta que as telas do artista plástico paulista Cassiano Araújo chegaram a ser instaladas no palco, mas, diante da beleza arquitetônica do KKKK, optaram por remover as telas e abrir a parede móvel do Auditório. “Quando vimos essa imagem ao fundo que remete a imigração japonesa ficamos encantados. É lindo e lembra muito o auditório do Ibirapuera, na capital. Não teve como não aproveitar essa contribuição da beleza local”. Ainda de acordo com as palavras publicamente ditas por Pivatto, “dentre todas as divulgações que recebemos nas mais diferentes cidades em que nos apresentamos - tanto por meio do Circuito Cultural Paulista (CPP) como também pelo Programa de Ação Cultural (PROAC) - foi aqui em Registro que recebemos a melhor divulgação do espetáculo. É uma cidade bem administrada e nós queremos muito voltar com outro espetáculo”.
As mais de duas centenas de pessoas que conferiram o Grupo Divinadança com o espetáculo “Porto Inseguro” formaram um público bastante diversificado. O casal Eliane Ribeiro Batista, 26, estudante de Agronomia na UNESP/Registro esteve juntamente com o marido Matheus de Andrade, 29, biólogo, e a filha Mariana, 1 ano e 3 meses. “Nós gostamos da apresentação. Já inserimos a Mariana no circuito cultural local. Ela também escuta muita música em casa e nós queremos que, desde pequena, a Mariana participe e aprecie as artes”, relatou Matheus. Quem também aprovou o espetáculo foi a Ministra da Igreja Messiânica Mundial (IMM/ Johrei Center de Registro), Marli de Souza Dias. “Adorei. Gostei de tudo, em especial, dos movimentos. A arte tem sempre algo a acrescentar na nossa vida. Além disso, nos alegra. Eu fiquei muito satisfeita e voltarei nas próximas apresentações.”
O operário Sérgio Ricardo da Silva, 38, conferiu todas as apresentações do CPP em 2011 e quer repetir o feito neste ano. De acordo com Sérgio é muito interessante conhecer cada segmento das artes para que se possa compreendê-las e, assim, prestigiar mais e mais. “Gostei da coreografia, da sensualidade nos movimentos corporais do Divinadança. Eles fizeram uma ótima apresentação e as músicas eram muito bonitas. Também gostei muito do bate-papo ao final da apresentação. Só não fiz perguntas por causa da minha timidez”, relatou.
A estudante da Oficina de Teatro promovida pela Prefeitura de Registro, Ana Medeiros de Campos, 14, no 9º ano na Escola Estadual Alay José, também compareceu ao evento. “Eu faço teatro e amo. Foi muito lindo ver os movimentos que eles desenvolvem no palco. Gostei da trilha e do ritmo”, contou a adolescente que pretende conferir os próximos espetáculos do Circuito na cidade.
Ao final da apresentação, a diretora e os dançarinos abriram espaço para a plateia fazer perguntas. Foi nesse momento que a diretora contou sobre sua formação em Psicologia e a influência dos estudos no figurino. Os dançarinos também foram questionados sobre as dificuldades para obter sustento financeiro por meio das artes no país; ao que responderam que todos eles, com exceção da diretora, realizam outras atividades profissionais paralelas para se sustentar. Os exemplos citados foram dois dos dançarinos – um é publicitário e a outra é veterinária. A conversa entre público e artistas se deu ao longo de uma hora e fora elogiada por ambos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você também pode comentar.