OBRAS

O repertório do Grupo  é composto de diferentes obras. Abaixo os anos de suas criações, os criadores, datas e locais de apresentação.

2014
DO DIÁLOGO AO MANIFESTO
De Andrea Pivatto
DO DIÁLOGO AO MANIFESTO é uma criação reflexiva e espontânea
sobre a comunicação humana. Vai partir de um diálogo entre duas pessoas para uma comunicação mais ampla onde o ambiente íntimo e/ou restrito passa a ser configurado de forma a abranger mais e mais indivíduos. Quando nos comunicamos damos significado às nossas palavras, gestos, obras e tentamos nos fazer entender. Tal comunicação vai se ampliando até o ponto de produzir mudanças, sejam elas em um universo a dois ou em um âmbito coletivo.
Através de registros coletados via internet, nas ruas e também em tempo real durante o espetáculo a obra DO DIÁLOGO AO MANIFESTO vem através desses procedimentos situar o poder da comunicação. É como se camadas de comunicação fossem se sobrepondo e criando uma rede intrínseca e poderosa que permite aproximação e mudança num contexto específico. A comunicação possibilita a mudança, basta que através de diálogos se crie um consenso e dele se parta para a ação.

2013                                   
THRILLED TO SEE THE LIGHT
Concepção de Ndikhumbule Nqgnambi e coreografia de Andrea Pivatto
No português, Emocionado ao ver a luz.
Thrilled to see the light é uma obra cuja concepção partiu da mente do artista sulafricano de Visual Arts, Ndikhumbule Nqnambi em parceria com a coreógrafa Andrea Pivatto.
Criado a partir da ideia de blindness, cegueira, não apenas como deficiência do sentido da visão mas prinicipalmente a cegueira do ser humano para perceber o outro, o mundo, as possibilidades, sua real e verdadeira existência. É uma metáfora sobre como o humano está de olhos fechados para os problemas existentes, como se sua culpa nesses fenômenos não o pertencesse.
Aqui o artista plástico é responsável também pela trilha musical do espetáculo.
A obra inicia através da condução entre os intérpretes em um jogo improvisado e natural referindo-se à elementos de suporte e direcionamento através de um caminho desconhecido.
No meio da obra há um momento de interatividade com o público onde o mesmo é conduzido pelos intérpretes a mudar seu local de apreciação para assim literalmente mudar seu ponto de vista sobre a situação que aqui no caso é a apresentação da coreografia. É uma alusão à como podemos mudar nossos pontos de vista e assim enxergar outras possibilidades, abrindo nossa mente e trilhando novos caminhos. Só assim mudanças podem acontecer. Sair de uma zona de conforto para transformar o ambiente em que vivemos.

Apresentações: 
  • 19 de abril 2014 - Thrilled to see the light - Circuito Vozes do Corpo ( Mostra de Rua ) - SESC Santo Amaro - 14:00
  • 13 de setembro - Thrilled to see the light - Akademie Schloss Solitüde - Stuttgart/Alemanha
  • 6, 7 e 8 de setembro - Thrilled to see the light - Tanzlokal - Haus der Geschichte - Stuttgart/Alemanha

VOYEUR
De Liliane de Grammont
O voyeur conquista satisfação através do ato de observar, espiar. É uma via de mão única, um prazer individual, solitário, e por isso, singular.
Ao observar aquele que observa é possível identificar-se e absorver esse olhar, as sensações que permeiam este ato, que estão no ambiente criado, no significado que damos a isso e que nos fazem questionar sobre nós mesmos.
VOYEUR é uma obra cuja ambiência permite ao espectador inserir-se como sujeito.

Você gosta de observar?

2012__________________
PREDICATIVO DO SUJEITO
De Alex Soares
Ao som predominante do Bolero de Ravel, 7 homens e apenas uma mulher procuram estabelecer de uma forma muito sutil o conflito entre suas personas e a busca pela anima - seu lado feminino. Refere-se ao medo e fascínio de entrar em contato com esse lado e suas implicações, um lado oculto mas determinante.
Na Gramática, Predicativo é o termo da oração que atribui uma característica, uma propriedade, um estado ao sujeito. Predicativo do sujeito é, portanto, o nome ou expressão equivalente que se associa a um verbo copulativo para lhe atribuir sentido. Com corporalidade intensa PREDICATIVO DO SUJEITO é uma obra de aspecto psicológico e denso que traduz em questões existenciais, o homem e seu “ser oculto“, aquele que existe mas está indefinido pelo medo de sua própria existência.

Apresentações:
  • 2 de junho 2012 - Estréia - Teatro Municipal de SJC - Mostra Nacional de Dança
  • 12, 13,14 e 15 julho 2012 - Galeria Olido
  • 22, 23, 29 e 30 set 2012 – Temporada TD – Sérgio Cardoso 
  • 23 e 24 fevereiro 2013 - SESC Ipiranga
  • 09 e 10 março 2013 - Funarte SP
  • 18 de maio 2013 - Virada Cultural capital SP 
  • 22 de juho 2013 - ABCDança - Ribeirão Pires

CORREIO FEMININO - SÓ PARA MULHERES
De Ray Costa, Andrea Pivatto e elenco
Mergulha no universo das mulheres sob o olhar de Clarice Lispector e é livremente inspirado em sua obra. Traduz em movimento o que a escritora transformou em literatura, ou seja, nuances da alma feminina como sensibilidade e força, ousadia e recato, crença e dúvida, verdade e mistério.

Apresentações:
  • 27  março 2012 - Proac - Centro de Danças de Sto André - Santo André/SP
  • 23 março - Proac - Ninho Sansacroma - SP
  • 22 março 2012 - Proac - Teatro do CLAC - SBC
  • 09 março 2012 – Proac – Casa das Rosas /SP
  • 08 março 2012 – Proac -Teatro Clara Nunes – Diadema/SP 
2011__________________________________________________________

DIE EHE
De Willy Helm
Os significados, os rituais, os arquétipos relacionados à essa instituição tanto divina quanto            material que é o casamento bem como o expressionismo alemão são  referências na qual       esta criação se estruturou. O ritual do casamento e a noite de núpcias são reveladas em DIE     EHE com a densidade que tal instituição social carrega, e transparece no diálogo corporal            dos  intérpretes bem como na corporeidade intensa dos duetos da obra.
Apresentações:
  • Estréia – junho 2011 - Teatro Clara Nunes - Diadema
  • 23 de julho 2011 – Sesc Santo André
  • 12,13,14,15 julho 2012 - Galeria Olido





2010______________________________
DANS LE NOIR

De James Nunes

Tendo como ponto de partida um assassinato DANS LE NOIR inspira-se na estética cinematográfica “noir”. Uma trama policialesca  conduz o desenvolvimento da obra onde uma narrativa em “língua ininteligível” permeia as cenas fazendo com que o espectador suponha situações e aluda a um contexto específico. Através de nuances coreográficas  DANS LE NOIR mescla sutileza e virtuosismo além de potencializar nos intérpretes relação singular entre personagem e movimento. 

Apresentações:


  • 28 outubro 2012 – SESC Mato Grosso – Plataforma SESC de Dança - Cuaiabá/MT
  • 12 outubro 2012 – Festival Movimenta de Dança Contemporânea - Centro Cultural de Mogi Guaçu/SP
  • 30 de outubro 2011 – Festival do Triângulo - Teatro Rondon - Uberlândia / MG
  • 25, 26, 27 e 28 agosto 2011 – Dança em Sampa - Teatro João Caetano / SP
  • 15 de maio 2011 - ABCDança - Teatro Clara Nunes /SP
    29 de abril 2011 – Circulação Proac - Teatro Municipal de Mogi das Cruzes / SP
    19 de abril 2011– Circulação Proac - Sala Acrísio Camargo – Indaiatuba / SP
    10 abril 2011 – Circulação Proac - Teatro Polytheamma –Jundiaí / SP
    23 março 2011 - Circuito Vozes do Corpo -Ninho Sansacroma /SP
    25, 26 e 27 fevereiro 2011 – Circulação Proac -Teatro de Dança / SP
    15 janeiro 2011 - Sala Anselmo Duarte - Salto / SP
  • 26 a 30 maio 2010 - Semanas de Dança -Centro Cultural São Paulo/SP 
  • Pré estréia – 10 abril 2010 – Espaço Artista do Corpo /SP


TEMPO ESCASSO
De Gleidson Vigne


TEMPO ESCASSO abrange um conceito  atual, a desumanização das relações.
Baseado na obra de Bertold  Brecht.
Nada é impossível de mudar
"Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo. E  examinai,  sobretudo, o que parece habitual.  Suplicamos expressamente: não aceiteis o que é de hábito como coisa natural, pois em tempo de desordem sangrenta, de confusão organizada, de arbitrariedade consciente, de humanidade desumanizada, nada deve parecer natural, nada deve parecer impossível de mudar."
Bertold Brecht


Apresentações:

  • Estréia - Auditório Marista Glória / 10 junho 2009
  • 12° Dança E Movimento - Espaço Pés no Chão - Ilhabela / 04 outubro 2009
  •  Festival de Dança de Londrina - Cine Teatro Ouro Verde/ 16 outubro 2009
  •  Bem Casado - Teatro de Dança / 17 e 18 outubro 2009
  •  Mostra Meia Noite Olho Neles, da Cia Corpos Nômades / 27 março 2010
  •  Mostra Nacional de Dança - Cine Santana - SJC / 06 junho 2010
  •  Festival do Triângulo - Ginásio Sabiazinho - Uberlândia - MG / 31 outubro 2010
  •  Circulação Proac - Espaço Pés no chão - Ilhabela / 06 e 07 novembro 2010

2009__________________________________________________________

2008__________________________________________________________


2007_________________________________________
PORTO inSEGURO
De Andrea Pivatto

Ora Porto, ora são, oração.Ora inseguro, puro, revelação.
Ora seguro, tenso, reflexão.Ora eu, ora o outro, abstenção.

Percorre caminhos que se definem e se complementam na
segurança ingênua das relações bem como na densidade da reflexão advinda do tempo, da permanência.
Porto Inseguro questiona sobre os processos da vida com os quais nos comprometemos. Aqueles que nos fazem quem somos hoje e o que nos tornamos amanhã.
Refletindo.....
Eu sou o que o outro me revela?

Apresentações:
  • 10 outubro 2007 –   Curadores Associados - Teatro de Dança/SP
  • Dezembro de 2007 – Espetáculo Grupo  Raça - Teatro Santo Agostinho/SP
  • 07 de março 2008 – Cine Santana – SJCampos
  • 21 de março de 2008 – Teatro do Ciee 
  • 14 Junho 2008  - Festival Bravos – Teatro Paulo Autran/SP
  • Agosto de 2008 – abertura Festival Campos de Jordão 
  • 02 de outubro de 2008 – Auditório Marista Glória
  • 12 e 13 de novembro – Conexão Internacional de Dança Brasil - Holanda - Teatro Sergio Cardoso/SP
  • 25 a 28 agosto 2011 – Dança em Sampa – Teatro João Caetano/SP
  • 28 de outubro de 2011 – Abertura ENDA Guarulhos - Teatro Adamastor - Guarulhos/SP
  • 17 a 20 de novembro – Anselmo Zolla convida -Galeria Olido /SP
  • 16 março 2012 -  Circuito Cultural Paulista -  Monte Aprazível /SP
  • 18 março 2012 -  Circuito Cultural Paulista -  Jaú/SP
  • 13 abril 2012  -  Circuito Cultural Paulista – Registro/SP
  • 21 abril 2012-  Circuito Cultural Paulista - Santana de Parnaíba /SP
  • 22,23,29 e 30 setembro 2012 - Temporada TD - Teatro de Dança ( Sérgio Cardoso )/SP
  • 12 outubro 2012 - Festival Movimenta de Dança Contemporânea - Mogi Guaçu/SP
  • 19 outubro 2012 – Abertura Festival de Dança de Jaraguá do Sul – Teatro da Scar  ( Sociedade Cultura Artística )/SC
  • 28 outubro 2012 – SESC MATO GROSSO – Plataforma SESC de Dança/MT
  • 23 de março 2013 - Maratona Cultural de Florianópolis
  • 22 de junho 2013 - ABCDança - Teatro Municipal de Ribeirão Pires