26 de mai de 2009

TODAS AS CARTAS DE AMOR SÃO RIDÍCULAS





Ensaio fotográfico feito no Aeroporto de Congonhas em setembro de 2008

Todas as cartas de amor são ridículas - 2008
...não seriam cartas de amor se não fossem ridículas...

Baseado na obra de Álvaro de Campos

Nessa viagem pelo coração visitamos os momentos comuns que pertencem a cada um de nós e que reconhecemos como experiência própria ou história contada. Através da diversidade de históricos, preferências e gostos (e muito respeito a tudo isso) pretende-se um resultado generoso, honesto e simples, estabelecendo o ambiente inerente e propício a despertar sensações naqueles que já estiveram nesses lugares comuns e, instigar aqueles que não puderam ainda experimentar.

Coreógrafo: Milton Coatti

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Você também pode comentar.